A SC Johnson é alimentada com energia eólica renovável

A energia eólica alimenta a maior unidade de produção da SC Johnson (e também outras!)

A maior unidade de produção internacional da SC Johnson é do tamanho de 36 campos de futebol americano. E funciona com energia renovável.
Como cortar quase 6000 toneladas de gases com efeito de estufa por ano? Construindo os seus próprios aerogeradores, naturalmente.
Olhe para cima. Não, muuuuuito para cima. Com aproximadamente 126 metros de altura, as turbinas eólicas em Waxdale, a maior unidade de produção da SC Johnson, torna minúsculas a maioria das estruturas mais próximas. Tivemos até que obter a aprovação da Administração Federal de Aviação dos EUA para as construir. Lembre-se de que não estão num parque eólico distante. Elevam-se sobre a nossa fábrica e a nossa comunidade. 

Mas esse elevado compromisso tem uma grande vantagem quando se trata de poupar energia. As nossas turbinas eólicas geram 8 milhões de quilowatts-hora de eletricidade por ano - o suficiente para alimentar 770 casas - e poupam cerca de 6000 toneladas de emissões de carbono por comparação com o uso de combustíveis fósseis. 
As turbinas são mais um símbolo do nosso compromisso com as gerações futuras.
Fisk Johnson, Presidente e Diretor-Geral da SC Johnson
Em Waxdale, que se situa em Mount Pleasant, Wisconsin, são produzidos alguns dos nossos produtos mais populares - do Glade® ao Pledge®, do Scrubbing Bubbles® ao Windex®. Na verdade, é a nossa maior unidade de produção internacional e é do tamanho de 36 campos de futebol americano de ponta a ponta. Pelo que não é uma tarefa de pouca monta produzir a eletricidade necessária para a fazer funcionar a partir de fontes de energia renováveis. 

Arrancámos em 2003, quando instalámos a nossa primeira turbina de cogeração em Waxdale. Usando resíduos de gás metano de um aterro sanitário público próximo, a turbina produziu 3200 kilowatts de eletricidade e 19 000 libras (aproximadamente 8618 kg) de vapor por hora. Uma segunda turbina, adicionada em 2005, usa gás natural de queima limpa para produzir outra grande parcela da nossa necessidade em eletricidade. 

Mas, para produzir ainda mais energia renovável no local, tivemos de procurar outras fontes. Depois de explorar a energia eólica e solar, em 2010 começámos a trabalhar com a nossa comunidade, bem como com reguladores locais, estaduais e federais, para aprovar a adição de pelo menos uma grande turbina eólica na nossa unidade de Waxdale. 
Waxdale é a maior unidade de produção internacional da SC Johnson. Cobre 2,2 milhões de pés quadrados (aproximadamente 204 387 metros quadrados) e produz marcas como a Windex®, Glade®, OFF!®, Pledge® e Scrubbing Bubbles® com a ajuda de energia eólica.
Na terça-feira, 18 de dezembro de 2012, instalámos duas turbinas eólicas em Waxdale. Cada torre possui uma altura de aproximadamente 126 metros de altura, com pás especialmente concebidas para aproveitar a energia cinética do vento e convertê-la em eletricidade. No total, as turbinas produzem cerca de 8 milhões de quilowatts-hora de eletricidade por ano, o que é suficiente para alimentar 700 casas. 

Mais importante ainda, as turbinas eólicas em Waxdale ajudaram-nos a reduzir quase 6000 toneladas de emissões de gases com efeito de estufa (GEE) por ano. Para colocar isto em perspetiva, a Agência de Proteção Ambiental dos EUA diz que um veículo de passageiros médio emite cerca de 4,7 toneladas de gases com efeito de estufa por ano. Assim, é o valor em GEE de cerca de 1300 carros que conseguimos eliminar anualmente dos nossos processos de fabricação, reduzindo a nossa pegada de carbono.
SUPERIOR : Uma das duas turbinas eólicas que produzem 15% da eletricidade para as operações em Waxdale. 
EM BAIXO : O nosso sistema de cogeração, que gera 85% da eletricidade de Waxdale.
Turbinas Eólicas da SC Johnson na unidade de produção de Waxdale
A fábrica de Waxdale é atualmente capaz de gerar, em média, 100% da sua eletricidade no local. E não é o nosso único esforço em energias alternativas. Na verdade, os ventos da mudança têm soprado há já bastante tempo no que se refere a fontes renováveis ​​de energia.
 
Em 2017, tivemos três fábricas a funcionar 100% com energia eólica:
 
  • Bay City, no estado de Michigan, que produz sacos da marca Ziploc®; 
  • Mijdrecht, na Holanda, que produz marcas como a Glade®, Mr. Muscle® e Pato®; e 
  • Gorzow, na Polónia, que produz Glade®, Pronto® e Raid®, entre outras marcas. 
 
Bay City e Gorzow compram energia eólica a partir de parques eólicos próximos. Mijdrecht também o faz, mas também produz cerca de metade da sua energia com a sua própria turbina eólica com 80 metros de altura, instalada em 2009. 
 
A SC Johnson também tem projetos de energia a partir de resíduos, convertendo os resíduos alimentares numa fonte de combustível em duas unidades de produção na Indonésia. Em Medan, usamos resíduos de casca de palmeira como fonte de combustível para aquecer a água para a produção de espirais antimosquitos. Em Surabaya, usamos resíduos de casca de grãos de arroz. Em ambos os casos, os projetos transferem um produto residual de volta para a cadeia de valor ao invés de deixá-lo simplesmente ser desperdiçado.
 
Em conjunto, todos estes esforços ajudaram-nos a atingir quase 33% do nosso uso global de energia a partir de fontes renováveis ​​e a reduzir as nossas emissões de gases com efeito de estufa em mais de 50% relativamente ao nosso ponto de partida de 2000. 
 

Energia renovávelA energia renovável alimenta a SC Johnson com a utilização do vento, do sol, do resíduo alimentar e do lixo

AmbienteMarcos da SC Johnson na liderança ambiental

Energia renovávelAs iniciativas de energia renovável da SC Johnson pelo mundo

Arquitetura“Boomerang” da Europlant da SC Johnson: A arquitetura inspiradora continua a reaparecer

EmpresaFolha de factos: Instalação de Waxdale da SC Johnson

Seguinte

Seguinte

Seguinte