A vegetação brasileira que a SC Johnson está a proteger contra a desflorestação

Preservação da biodiversidade: A SC Johnson apoia a Associação Caatinga no Brasil para proteger a área florestal e a ecosfera.

Para além da sua política de desflorestação, a SC Johnson já dedicou décadas à salvaguarda das florestas com iniciativas filantrópicas.
A região brasileira de caatinga fica localizada perto do centro de operações da SC Johnson, cuja atividade no Brasil remonta aos anos 30.

Há já várias gerações que a SC Johnson alimenta uma forte relação com a região brasileira de caatinga. Esta fica situada perto de Fortaleza, o destino da jornada épica de H. F. Johnson Jr. ao Brasil em 1935. Fica também localizada perto de Manaus, sede de uma das nossas maiores e mais importantes instalações de produção.

Mas, mais importante ainda, a caatinga é a casa de inúmeras espécies de plantas, aves, peixes, répteis e outros animais extraordinários e imprescindíveis que merecem ser preservados. 

Gralha-Cancã, uma ave brasileira que vive na caatinga

No final da expedição de Sam Johnson ao Brasil, em 1998, a SC Johnson ajudou a criar a Associação Caatinga para estudar e proteger esta região do Brasil, que desempenha um papel vital na ecosfera local. A contribuição foi também um tributo ao pai de Sam, que empreendeu a expedição original que  levou à longa história de investigação da palmeira de carnaúba e à sua sustentabilidade

“A região de caatinga e o povo brasileiro são uma parte importante da história passada e presente da SC Johnson”, declarou Kelly M. Semrau, Diretora-Executiva de Sustentabilidade da SC Johnson. “Enquanto empresa familiar, esforçamo-nos por proteger e preservar o ambiente para as gerações vindouras, nos quatro cantos do mundo. O nosso apoio à região brasileira de caatinga demonstra este compromisso, e homenageia a nossa longa história com o Brasil.”

O nosso apoio à região brasileira da caatinga não só demonstra o nosso compromisso na proteção e preservação do ambiente para as gerações vindouras, como também homenageia a nossa longa história com o Brasil.
Kelly M. Semrau, Diretora-Executiva de Sustentabilidade da SC Johnson

O financiamento inicial de 1,5 milhões de dólares concedido à Associação Caatinga pela SC Johnson contribuiu para a preservação e catalogação de mais de 2240 espécies animais e vegetais, 340 das quais são encontradas única e exclusivamente na região de caatinga. 

Além disso, a SC Johnson doou 7 000 hectares de caatinga à organização internacional sem fins lucrativos The Nature Conservancy, para apoiá-la nas suas iniciativas de proteção ambiental na região. Quinze anos após a sua criação, a Associação Caatinga continua a ser considerada a principal autoridade em matéria de proteção ambiental na região. Uma das suas principais funções consiste em preservar a reserva natural Serra das Almas, localizada em Crateús, um município pertencente ao estado do Ceará, que foi reconhecida pela UNESCO como Posto Avançado da Reserva da Biosfera.

A região brasileira de caatinga
A região brasileira de caatinga tem uma área aproximada de 850 000 km2.

A associação desenvolveu um modelo inovador, integrando medidas de preservação nas suas prioridades de desenvolvimento local sustentável e trabalhando em parceria com as comunidades locais. As suas parcerias incluem um vasto espetro de entidades, nomeadamente universidades, organismos técnicos e financeiros, proprietários rurais, agricultores familiares, empreendedores, organizações independentes e instituições governamentais. A associação estima que os seus projetos beneficiaram mais de 70 000 pessoas.

O apoio prestado à região de caatinga pela SC Johnson representa uma das diferentes vias empregadas pela empresa para continuar a trabalhar ativamente na preservação das florestas e no combate à desflorestação. As mais recentes iniciativas da empresa incluem a sua parceria contínua com a Conservação Internacional, uma ONG que visa a proteção da floresta e a reflorestação, bem como as suas políticas relacionadas com o fim da desflorestação em todo o mundo.

Vídeo

Veja o que levou a família Johnson a apaixonar-se pelo Brasil

Em 1935 e 1998, a visão de dois líderes da SC Johnson, pai e filho, mudou por completo após visitarem o Brasil. Descubra a história.

FilantropiaSC Johnson apoia a maior iniciativa de recuperação de florestas na Amazônia

ComunidadeSC Johnson lança a exposição “Carnaúba: a árvore da vida” no Museu da Indústria de Fortaleza, Brasil

Conservação da florestaSC Johnson e Conservação Internacional ultrapassam a meta na maior campanha de proteção à floresta amazônica

AmbienteMarcos da SC Johnson na liderança ambiental

AmbienteConservação da floresta: A SC Johnson continua os seus esforços para parar a desflorestação

FilantropiaSC Johnson oferece apoio para recuperação de país após terremoto

Seguinte

Seguinte

Seguinte