Parceiras na conservação do ambiente, a SC Johnson e a Conservação Internacional colaboram para travar a desflorestação na Amazónia

Parceria ambiental: SC Johnson e Conservação Internacional colaboram no combate à desflorestação

A SC Johnson e a Conservação Internacional colaboram em iniciativas de sustentabilidade ambiental há mais de 15 anos.
O programa mais recente da SC Johnson com a Conservação Internacional permitirá replantar aproximadamente 3 milhões de árvores na região da Amazónia.

Não há melhor forma de apoiar a sustentabilidade e proteger o planeta do que através da criação de parcerias entre organizações. Na SC Johnson, orgulhamo-nos da parceria que mantemos com a Conservação Internacional há mais de 15 anos para ajudar a proteger as florestas e preservar os recursos naturais. 

Apenas nos últimos anos, conseguimos realizar a maior campanha de hectare por hectare para conservar a floresta tropical amazónica. Os fundos recolhidos através da campanha serão utilizados para proteger a floresta tropical e replantar aproximadamente 3 milhões de árvores na Amazónia.

Fisk Johnson, um membro fundador da iniciativa Team Earth da Conservação Internacional

Desde 2001, a SC Johnson participa no conselho do Centre for Environmental Leadership in Business (Centro para a liderança ambiental em negócios) da Conservação Internacional. Em 2009, tornamo-nos um membro fundador da Team Earth da Conservação Internacional, uma iniciativa de preservação internacional que une empresas, organizações sem fins lucrativos e outros participantes para abordar questões ambientais.

Esta revelou-se uma extensão lógica dos próprios compromissos da SC Johnson. Na altura, já tínhamos ultrapassado as nossas metas de sustentabilidade para 2011 de reduzir as emissões de gases com efeito de estufa das fábricas em 27% em comparação aos valores de referência de 2000. Hoje, alcançámos uma redução de 55% nas emissões de gases com efeito de estufa, bem como uma redução do desperdício em 79% nas nossas instalações a nível mundial.

A SC Johnson também colaborou com a Conservação Internacional no seu programa REDD+ na região da Amazónia peruana para envolver as comunidades na conservação e salvaguarda das florestas e garantir meios de subsistência, compensando simultaneamente as emissões de carbono.

Ao colaborarmos com parceiros que compreendem a importância do rigor científico, do bem-estar humano e do apoio contínuo para a proteção ambiental, somos capazes de progredir na proteção dos recursos mundiais para as gerações vindouras.
Fisk Johnson, Presidente e Diretor-Geral da SC Johnson

Juntamo-nos à Conservação Internacional para apoiar o filme de realidade virtual Under the Canopy (Amazónia adentro). Como parte desse programa, convidamos pessoas de todo o mundo para ajudar a proteger 4000 hectares da floresta tropical amazónica através de uma campanha de hectare por hectare. O programa trouxe donativos para o website da Conservação Internacional de todos os 50 estados dos EUA e de 31 países.

Os fundos angariados estão a ser utilizados para lançar o maior projeto de reflorestação tropical a nível mundial na região da Amazónia brasileira. O projeto multimilionário de seis anos, resultado de uma parceria entre a Conservação Internacional, o Ministério do Ambiente do Brasil, o Fundo Global para o Meio Ambiente (Global Environment Facility, GEF), o Banco Mundial e o Rock in Rio, vai restaurar 73 milhões de árvores na região da Amazónia brasileira até 2023. 

Esta ação também vai ajudar o Brasil a ficar mais perto da sua meta no âmbito do Acordo de Paris de reflorestar 12 milhões de hectares de território até 2030.

A SC Johnson recebeu o prémio mais prestigioso da Conservação Internacional: o prémio Global Conservation Hero (Herói da Conservação Global). Este prémio é atribuído a indivíduos e organizações cujos compromisso e ações ambientais tiveram um impacto transformador para o bem do planeta e das suas nações.

Os galardoados incluem Fisk Johnson, o nosso Presidente e Diretor-Geral, bem como o ator Harrison Ford e o Luis Justo, Diretor-Geral do Rock in Rio.

Fisk Johnson, Harrison Ford e Luis Justo aceitam o prémio Global Conservation Hero da Conservação Internacional
Conservação Internacional homenageia Fisk Johnson, Presidente e Diretor-Geral da SC Johnson, o ator Harrison Ford e Luis Justo, Diretor-Geral do Rock in Rio pela sua liderança na preservação do ambiente.

“As florestas tropicais são um dos ecossistemas mais importantes do planeta, essenciais para a prosperidade das pessoas em todo o mundo”, disse Fisk ao falar sobre o prémio. “É uma honra sermos reconhecidos pela Conservação Internacional devido ao nosso contributo para a saúde e o futuro bem-estar da Amazónia. A proteção das florestas é crucial para protegermos o nosso futuro. Espero que o nosso apoio incentive outros a envolverem-se nesta causa.” 

“O forte empenho da SC Johnson para ajudar a proteger a floresta tropical amazónica – nomeadamente a sua recente iniciativa para salvar 4000 hectares da Amazónia em parceria com a Conservação Internacional no início deste ano – demonstra uma liderança exemplar e uma profunda ligação para garantir a saúde e prosperidade da Amazónia, das suas comunidades indígenas e do resto do mundo, disse M. Sanjayan”, Diretor Geral da Conservação Internacional.

É um compromisso que pretendemos continuar a manter no futuro.

FilantropiaSC Johnson apoia a maior iniciativa de recuperação de florestas na Amazônia

ComunidadeSC Johnson lança a exposição “Carnaúba: a árvore da vida” no Museu da Indústria de Fortaleza, Brasil

Conservação da florestaSC Johnson e Conservação Internacional ultrapassam a meta na maior campanha de proteção à floresta amazônica

AmbienteMarcos da SC Johnson na liderança ambiental

AmbienteConservação da floresta: A SC Johnson continua os seus esforços para parar a desflorestação

Relatório de sustentabilidadeA SC Johnson Estabelece Novo Padrão de Transparência

Seguinte

Seguinte

Seguinte