Fibber e Molly McGee, a clássica dupla da comédia de rádio “Fibber McGee and Molly”.

“Fibber McGee and Molly” – Como a era de ouro do rádio transformou Johnson em um nome conhecido 

O programa de comédia de rádio “Fibber McGee and Molly” fez milhões de norte-americanos rirem enquanto lhes apresentava à SC Johnson.

Qual é o caminho mais rápido rumo às casas e corações dos consumidores? Nos anos de 1930 e 1940, era o rádio.
Quando tinha apenas 28 anos, o pai de H.F.Johnson Jr. morreu, e ele se viu presidente de uma empresa de 5 milhões de dólares. Trezentas pessoas contavam com ele para manterem seus empregos. Enquanto muitos teriam simplesmente tentado manter a ordem das coisas, este líder da SC Johnson da terceira geração tinha ideias maiores. 
 
Muito antes de grande parte das empresas descobrirem a propaganda nacional como a onda do futuro, a SC Johnson patrocinou o popular programa de rádio “Fibber McGee and Molly”. No auge dos anos de 1930 e 1940, o veterano programa de rádio era ouvido por 20 milhões de pessoas por semana, e ajudou a tornar o nosso nome conhecido.
Construir confiança em meio à audiência se assemelha a construir uma nova amizade. Você inicia uma conversa. Começa com o pé direito. E dar risada juntos também ajuda. Já em 1888, apenas dois anos após a fundação da SC Johnson, já começávamos a experimentar com propaganda de forma a atingir novas famílias.
Propaganda vintage de 1898 da cera preparada Johnson
Nosso primeiro anúncio de revista figurou na revista Century e promovia o assoalho de madeira da empresa. Em 1925, o orçamento de propaganda era de quase um milhão de dólares, focado em páginas inteiras coloridas em revistas como “Ladies Home Journal”, “Womens Home Companion”, “McCalls” e “Good Housekeeping”
 
Contudo, foi durante a era de ouro do rádio que as coisas realmente decolaram.
Rádio
Transmissão de rádio do programa “Fibber McGee and Molly”. 
Ouça a “Fibber McGee and Molly”, o programa de rádio de sucesso patrocinado pela SC Johnson que trouxe risos e conforto a milhões de norte-americanos.
Nosso início no rádio se deu em 1931, patrocinando uma das bandas mais populares da época, a Ted Weems Orchestra. Em seguida, veio o “Johnsons Daily Radio Guide”, um programa diário de 10 minutos sobre dicas para a casa. 
 
Então, em 1934, dois executivos ouviram falar de um programa da emissora de TV da Chicago NBC, chamado Smackout“. Figurava o casal da vida real Marion e Jim Jordan. 
 
Jack Louis, cunhado de H.F. e conselheiro de publicidade da empresa, e William Connolly, então vice-presidente de relações públicas, gostaram do que ouviram. William descreveu ter ouvido “uma qualidade nas vozes do ator e atriz, um calor e familiaridade que era inovador”. 
Com a adesão do roteirista Don Quinn, o show “Fibber McGee and Molly” começou a ser produzido. Esta comédia de situação do horário nobre exibia as aventuras de um casal de classe operária, o eterno contador de histórias Fibber McGee e sua esposa, Molly. Grande parte dos episódios se passava na casa deles, em Wistful Vista.
 
Onze estações assinaram contrato de um ano, e o programa se tornou um dos programas de rádio mais populares dos áureos tempos de rádio. O locutor do programa, Harlow Wilcox, espertamente traçava um paralelo com um anúncio da Cera Johnson, garantindo-lhe o apelido de “Cerinha” (“Waxy”) e que a empresa ganhasse o coração de ouvintes ao redor do país.
A SC Johnson patrocinou o “Fibber Molly and Molly” por 15 anos, apresentando às famílias muitos de nossos produtos, incluindo um dos maiores sucessos iniciais. Glo-Coat™, uma cera de piso autobrilho lançada em 1932, foi o foco dos anúncios do programa de rádio. Com a Grande Depressão em curso, poucas empresas gastavam dinheiro com propaganda para promover novos produtos. No entanto, H.F. acreditava que se um produto era realmente superior, ele deslancharia mesmo nos momentos econômicos mais difíceis.
Ele estava certo. Por meio de uma combinação de performance de produto, propaganda e pura perseverança, a Glo-Coat™ tornou-se uma marca amada por milhões de lares ao redor do país. Seu sucesso ajudou a manter os negócios em dia e permitiu à empresa manter seu quadro de funcionários norte-americanos empregados durante a Grande Depressão. 
 
Ao longo dos anos de guerra, tanto a empresa quanto sua propaganda conectavam-se às famílias, compartilhando como nossos produtos faziam a diferença ao encorajar ouvintes a apoiarem o esforço da guerra. De volta aos EUA mantivemos os empregos daqueles que serviram.
 
O rádio em última instância deu lugar à televisão, e a SC Johnson mais uma vez tomou a dianteira, patrocinando programas como “The Mickey Mouse Club” “The Red Skeleton Show”. No entanto, as principais lições extraídas do programa “Fibber McGee and Molly” permaneceram: entrar na casa dos consumidores é entrar em seus corações. E existem poucas coisas mais poderosas que uma boa risada.

H.F. Johnson, Jr.A decisão corajosa de H.F. Johnson, Jr. transformou uma Feira Mundial em uma demonstração de otimismo e progresso

CarnaúbaBusca pelo Sikorsky S-38: a busca pelo avião Carnaúba de H.F. Johnson, Jr. descobriu algo mais

CarnaúbaA Expedição Carnaúba de H.F. Johnson, Jr. foi uma aventura marcante

A empresaSC Johnson é uma empresa familiar

FilmesDe “To Be Alive!” a “Carnaúba: A Son’s Memoir”, os filmes da SC Johnson inspiram e encantam

FilmesFilme de Sam Johnson, “Carnaúba: A Son’s Memoir” é uma celebração de aventura e família

Próximo

Próximo

Próximo