SC Johnson acelera progresso para aumentar a reutilização e a reciclagem de plástico

100% das embalagens de plástico da empresa serão recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis em 2025

RACINE, Wisconsin, 28 de outubro de 2018 – Hoje, a SC Johnson está anunciando uma série de compromissos para reduzir ainda mais a sua própria pegada de plástico, aumentando o conteúdo de plástico reciclado em suas embalagens, apoiando a reutilização de recipientes plásticos através de refil concentrado e anunciando um esforço para tornar as sacolas plásticas Ziploc® recicláveis na coleta de rua.  

Durante décadas, o plástico melhorou a vida das pessoas em todo o mundo. O problema da poluição do plástico, no entanto, tornou-se um crescente, com mais de 30% de resíduos plásticos sem coleta entrando no meio ambiente. A quantidade de plástico nos oceanos atingiu uma proporção de crise global, com 8 milhões de toneladas métricas de plástico entrando no mar a cada ano, o equivalente a um caminhão carregado por minuto.¹ O presidente do conselho e CEO da SC Johnson viu com seus próprios olhos a poluição durante um mergulho recente na Indonésia. 

“Na SC Johnson, ser líder ambiental tem sido um princípio que estamos cumprindo a muitas gerações”, disse Fisk Johnson, presidente do conselho e CEO da SC Johnson. “Com o crescente foco sobre a crise global de resíduos plásticos, gostaríamos de compartilhar nossos esforços externamente. Esperamos que eles inspirem outras empresas a tomar medidas semelhantes em direção a uma economia circular de plástico, porque o planeta simplesmente não pode sustentar o status quo”.

A SC Johnson tem um longo comprometimento com a preservação do meio ambiente e tem trabalhado para melhorar a sustentabilidade e a circularidade de seus produtos plásticos por mais de uma década. Hoje, a SC Johnson está anunciando uma série de compromissos em conformidade com o New Plastics Economy Global Commitment para reduzir a sua própria pegada de plástico e incentivar a reutilização e reciclagem de produtos plásticos:

  • 100% das embalagens plásticas da SC Johnson serão recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis em 2025. Atualmente, 90% das embalagens plásticas da SC Johnson são projetadas para serem recicláveis, reutilizáveis ou compostáveis.
  • Triplicar a quantidade de plástico reciclado pós-consumo (PCR) nas embalagens dos produtos SC Johnson até 2025. A SC Johnson vai aumentar seu uso de plástico PCR em suas embalagens, de 10 milhões de quilogramas a mais de 30 milhões de quilogramas em 2025. Como parte disso, a SC Johnson vai aumentar a percentagem de plástico PCR que usa em seus frascos na América do Norte e na Europa de 20% hoje a 40% até 2025.
  • Ampliar o número de opções de refil concentrado para produtos SC Johnson em 2025. Desde 2011, a SC Johnson fabrica refil de líquido concentrado para seus produtos de limpeza doméstica em frascos com gatilho nos EUA. Cada frasco com gatilho é projetado para pulverizar 10.000, assim pode ser preenchido e reutilizado uma média de 13 vezes, sempre evitando uma alternativa descartável. A empresa vai continuar a expandir sua variedade de opções de refil concentrado, permitindo que os consumidores reutilizem embalagens e reduzam o desperdício.
  • Continuar removendo o excesso de plásticos sempre que possível. Implacavelmente, a SC Johnson concentra-se em remover o design desnecessário das embalagens de seus produtos. De 2011 a 2017, a empresa removeu 9,5 milhões de quilos de materiais de embalagem de seus negócios.
  • Liderar a reciclagem residencial da película plástica. A SC Johnson vai continuar seu esforço para tornar a reciclagem residencial da película plástica flexível, tais como sacos de marca Ziploc®, em uma realidade no EUA. A SC Johnson também está promovendo a reutilização de sacos da marca Ziploc®, que são feitos para serem reutilizados muitas vezes.
  • Trabalhar com o setor e com outras organizações para apoiar modelos de economia circular de plástico. A SC Johnson irá trabalhar com o setor e ONGs para apoiar ainda mais a economia de plástico circular e manter o plástico fora de aterros e do ambiente.
Criar uma economia circular de plástico não é apenas sobre produtos. Trata-se também de uma mudança transformadora em todo o setor. A SC Johnson passou anos trabalhando com especialistas do setor em reciclagem para entender as barreiras para a reciclagem e encontrar soluções para superá-las. 

Mais recentemente, em 2018, a empresa lançou sacos de lixo reciclados da marca Ziploc®, provando que a película plástica reciclada pode ser desviada de aterros sanitários e reutilizada para novos itens valiosos. Os sacos de lixo são os primeiros feitos com película plástica pós-consumo integralmente reciclada (PCR), coletada através de um centro de reciclagem dos EUA.
Como seu programa de seleção de ingrediente Greenlist™ e os investimentos para combater o desmatamento, a empresa também tem uma abordagem sistemática para a redução de resíduos plásticos.

Implacavelmente, a SC Johnson concentra-se no design de embalagens de seus produtos há anos. Nos últimos anos, entre 2011 e 2016, a empresa removeu 8,5 milhões de quilos de materiais de embalagem de seus negócios. Em 2017, a empresa reduziu mais de 1 milhão de quilos de plástico nas embalagens de seus produtos. 

Igualmente importante, 90% das embalagens plásticas da SC Johnson são recicláveis ou reutilizáveis. Seus frascos de produtos de limpeza doméstica com gatilho, usados em produtos como Windex®, Scrubbing Bubbles® ou Mr Muscle®, são projetados para pulverizar 10.000 vezes. Isso significa que o mesmo frasco pode ser preenchido e reutilizado 13 vezes, em média. A empresa vendeu refil em numerosos mercados globais por anos e lançou refil de limpeza doméstica concentrado nos Estados Unidos desde 2011.

Os produtos SC Johnson Professional®, utilizados em ambientes como hospitais e hotéis, também minimizam o desperdício. A SC Johnson patenteou um frasco de limpeza reutilizável, com cartuchos de refil com líquido concentrado. Cada frasco é projetado para 250.000 disparos e cada cartucho substitui 16 frascos descartáveis, em média.

A SC Johnson está também trabalhando para promover a reutilização e reciclagem de sacos de marca Ziploc® e oferecer alternativas compostáveis. Cem por cento dos sacos e recipientes da marca Ziploc® são reutilizáveis. Os sacos da marca Ziploc® podem ser reutilizados em média 10 vezes e os recipientes Ziploc®, em média 30 vezes, dependendo de como eles são usados. A SC Johnson está promovendo meios mais inovadores de reutilizar sacos da marca Ziploc®, com ideias criativas para atividades, ofícios e soluções de armazenamento que incentivam a reutilização. 

A empresa continua sua missão de fazer da reciclagem residencial de película plástica flexível usada uma realidade nos EUA e reduzir o desperdício em aterros sanitários. A SC Johnson alcançou um marco importante neste ano, com a introdução do primeiro saco de lixo feito 100% com película de PCR, incluindo sacos Ziploc®, coletados através de um programa piloto em um centro de reciclagem dos EUA. Além disso, a SC Johnson expandirá a produção de sacos Ziploc® para restos de comida compostáveis para os consumidores com acesso às instalações comerciais de compostagem em suas comunidades.
As ações da SC Johnson, ao longo dos anos, para melhorar a sustentabilidade dos produtos exigiu decisões ousadas. Em 2004, a SC Johnson eliminou o PVC e o PVDC de seus produtos e embalagens, incluindo o Saran® Wrap, devido a preocupações com a liberação de compostos químicos tóxicos no ambiente, quando materiais contendo cloro terminam em incineradores municipais. Enquanto outras empresas continuam a usar PVDC, e a remoção de ingredientes criaram uma desvantagem competitiva para a icônica marca Saran® Wrap, era a coisa certa a fazer.

“Como líder de quinta geração da nossa empresa familiar, sei que nosso trabalho é proteger não só os nossos interesses de negócios, mas também os valores em que esta empresa foi fundada”, disse Johnson. “Quando tomamos decisões que são para o bem das pessoas e do planeta, nós ganhamos um sentido mais seguro de quem somos como empresa e o que queremos que a SC Johnson represente”.
Um mergulhador ao longo da vida, Johnson participou recentemente de um mergulho com a parceira de longa data ONG Conservação Internacional para explorar a questão em primeira mão, no litoral da Indonésia. Ele foi capaz de ver a diversidade de vida marinha e também melhor compreender os riscos do plástico na água e nas praias.

"É incrível ver em primeira mão a beleza natural e a diversidade dos nossos oceanos e apreciar o que está em jogo aqui", disse Johnson. "Acho que é incrivelmente importante que empresas, governos, sociedade civil e as pessoas de todo o mundo trabalhem juntas para resolver este problema muito importante para a humanidade".

Johnson pretende fazer outros mergulhos nos próximos meses para explorar os impactos do plástico no oceano sobre a vida marinha.

Para obter mais informações sobre o compromisso da SC Johnson de abordar a poluição plástica e saber como a empresa está ajudando a apoiar uma economia mais circular para plástico, visite www.scjohnson.com/plastic

A SC Johnson é uma empresa familiar dedicada a produtos inovadores e de alta qualidade, à excelência no local de trabalho e ao compromisso de longo prazo com o meio ambiente e as comunidades onde atua. Com sede nos EUA, a empresa é uma das principais fabricantes mundiais de produtos de limpeza doméstica, armazenamento doméstico, purificadores de ar, controle de pragas e cuidados com calçados, além de produtos profissionais. A empresa comercializa marcas consagradas, como GLADE®, KIWI®, OFF!®, PLEDGE®, RAID®, SCRUBBING BUBBLES®, SHOUT®, WINDEX® e ZIPLOC® nos EUA e exterior, com marcas vendidas fora dos EUA incluindo AUTAN®, BAYGON®, BRISE®, KABIKILLER®, KLEAR®, MR MUSCLE® e RIDSECT®. Com 132 anos de história, a SC Johnson gera US$ 10 bilhões em vendas, emprega aproximadamente 13 mil pessoas mundialmente e vende produtos em quase todos  os países do planeta. www.scjohnson.com

¹ Fórum Econômico Mundial, Ellen MacArthur Foundation e McKinsey & Company,
A nova economia do plástico — Repensando o futuro dos plásticos
(2016, http://www.ellenmacarthurfoundation.org/publications).