O empreendedor Samuel Curtis Johnson a vender soalho de parqué e cera preparada da Johnson

Samuel Curtis Johnson: O fundador generoso e determinado de uma empresa familiar

A perseverança e a compaixão do fundador da SC Johnson, Samuel Curtis Johnson, criaram uma empresa sem igual que prospera há mais de 130 anos.
Muito antes de Glade®, Raid®, Windex® ou Ziploc®, existia a cera preparada (Prepared Wax) da Johnson, a cera mais procurada para o chão no país.
Como muitas histórias de origem, o conto do fundador da SC Johnson, Samuel Curtis Johnson, deu muitas voltas antes de criar a nossa empresa familiar. Nascido em 1833, Samuel passou as primeiras cinco décadas da sua vida em todo o Centro-Oeste dos EUA, trabalhando em setores desde o ferroviário ao retalho. Mas, por sorte, nenhum dos seus empreendimentos produziu um verdadeiro sucesso.
 
Por sorte para nós, queremos dizer. Porque em 1886, Samuel comprou o negócio de parqué da Racine Hardware Manufacturing Company em Racine, Wisconsin. E assim começou a empresa que tem hoje o seu nome. 
Samuel Curtis Johnson, fundador da SC Johnson
Samuel Curtis Johnson comprou a nossa empresa aos 53 anos de idade.
Nos primeiros anos à frente do seu novo negócio de parqué, Samuel trabalhou incansavelmente. Acumulava as funções de vendedor, contabilista e gestor comercial. Cinco dias por semana, visitava regiões rurais para vender soalhos para empreiteiros de casas luxuosas, igrejas, hotéis e edifícios públicos. 

Aos sábados, regressava a Racine para preencher pedidos e ocupar-se da gestão. No final do primeiro ano, a empresa de soalho apresentou um lucro líquido de 268,27 de dólares. E o negócio continuou a crescer, realizando vendas desde o Colorado a Nova Inglaterra e ao sul do Mississípi. 

À medida que as vendas se multiplicavam, também se multiplicaram as cartas dos clientes que compravam o soalho da Johnson a perguntar como deveria tratar do novo soalho. A limpeza com água e sabão tendia a estragar o bom acabamento do soalho, e a água deformava os pequenos blocos de parquet. 

Então, Samuel fez o que qualquer bom empreendedor faria: começou a procurar a melhor maneira de atender às necessidades dos seus clientes. A lenda da empresa diz que misturou vários tipos de cera de chão na sua banheira, trabalhando até encontrar a mistura perfeita que protegeria o soalho conferindo-lhe um brilho duradouro.
A Cera Preparada da Johnson foi a primeira diversificação da empresa, colocando-nos num percurso de crescimento duradouro.
As primeiras experiências de Samuel em cuidados para o soalho foram inspiradas nos castelos de França. Tinha ouvido que os seus soalhos prístinos duravam séculos. O segredo, aparentemente, foi encontrar a cera certa. Surpreendido e intrigado, Samuel prosseguia as suas experiências. 
 
Rapidamente, os soalhos de parqué da Johnson começaram a ser fornecidos com uma lata de cera em pasta preparada da Johnson. Mesmo as pessoas que não tinham o soalho da Johnson começaram a contactar a empresa na esperança de comprar alguns dos seus incríveis produtos. E, à medida que as tendências mudaram de soalho de parqué para soalho de ácer e de carvalho, as vendas de cera para soalho foram crescendo ainda mais. 

A distribuição da empresa expandiu-se por todo o Centro-Oeste. E assim que Samuel começou a anunciar a nível nacional, colocando anúncios no Saturday Evening Post, o negócio floresceu. Em 1898, as vendas de cera, acabamentos e enchimentos de madeira para soalho da Johnson excediam as vendas de soalho.
O fundador da Johnson Wax, Samuel Curtis Johnson, retribui à cidade da empresa familiar, Racine, no Wisconsin
Samuel tornou-se conhecido como o “Grand Old Man” (“Grande Homem de Idade”) de Racine, elogiado por suas profundas convicções em relação à comunidade. Colocou a primeira pedra do edifício de YMCA em 1915.
Com seu filho, Herbert, agora a ajudar a gerir o negócio, Samuel continua a desenvolver a empresa. Mas também manteve e alargou o seu compromisso para com a comunidade. 
 
Todos os anos, doava 10% do seu rendimento para melhorias sociais. Dedicou grande parte do seu tempo a apoiar programas para jovens. Foi Presidente da YMCA local e fez várias contribuições importantes tanto para a YMCA como para a YWCA. Também ajudou a financiar uma escola em Braxton, no Mississípi, e serviu como chefe de estado da “Sunshine Society,” que cuidava de crianças com necessidades especiais.
 
Ao estender uma mão tão generosa para a sua comunidade, Samuel criou um legado de doação que permaneceu na nossa cultura durante cinco gerações. Para além de a família Johnson ser muito ativa em filantropia, a nossa empresa oferece anualmente 5% dos lucros antes de impostos, uma tradição que se mantém há mais de 80 anos.
A fábrica de pasta de cera da Johnson em Racine, Wisconsin, 1899
CRONOLOGIA
Samuel Curtis Johnson
1833 –
1919
Consulte a cronologia
 
 
Quando faleceu aos 86 anos, em 1919, Samuel deixou um negócio próspero, uma tradição duradoura de filantropia e uma empresa familiar dedicada a tornar melhor a vida das famílias. 

Sobre a sua passagem, um elogio no jornal local celebrou a sua contribuição mais importante: “Enumerar a caridade deste grande homem não é tarefa fácil; levou uma vida muito simples aproveitando os seus dons de forma clara e pródiga. Tinha um interesse particular nos jovens e em ajudá-los a ajudarem-se a si próprios. Ninguém jamais conhecerá a ajuda que deu à humanidade necessitada e em dificuldades”.

Samuel sofreu dificuldades durante a maior parte da sua vida, mas quando teve sucesso não pensou em si mesmo, mas na forma de dar aos outros. Esta é uma lição que ainda hoje tentamos seguir. Estamos certamente melhor graças aos seus legados duradouros.

FilantropiaSamuel Curtis Johnson definiu o padrão para a responsabilidade social corporativa e os donativos corporativos

Família JohnsonA persistência de Samuel Curtis Johnson valeu a pena: A história da SC Johnson tem um começo improvável

Família JohnsonGene Johnson: Uma fonte de sensatez para a SC Johnson, uma defensora da educação das crianças

Família JohnsonH. F. Johnson Jr. inspirou o futuro da SC Johnson graças à criatividade e à ciência

EmpresaA SC Johnson é uma empresa familiar

CarnaúbaDescobrir o Sikorsky S-38: A procura do avião Carnaúba de H. F. Johnson descobre algo mais

Seguinte

Seguinte

Seguinte