Fisk Johnson no Ruanda a testar repelentes

Prevenção das doenças transmitidas pelos mosquitos: uma parceria estratégica leva novas soluções potenciais para ajudar as famílias a lutar contra a malária

O programa Base da Pirâmide da SC Johnson está a combater as doenças transmitidas por mosquitos para os 4 mil milhões de pessoas mais pobres do mundo.
“A prevenção é a chave para milhares de milhões de pessoas em todo o mundo que estão em risco de contrair malária. Há uma grande equipa da SC Johnson dedicada a desenvolver soluções reais para este problema grave de saúde pública.”  – Fisk Johnson

Há mais de 60 anos que a SC Johnson trabalha para desenvolver produtos que ajudam as famílias  a evitar insetos que podem transmitir doenças.

Os repelentes espaciais, ou seja, espirais anti-mosquitos, dispositivos elétricos com pastilhas ou produtos líquidos que libertam um inseticida para o ar dentro de um determinado espaço, ainda não tinham sido minuciosamente estudados para compreender o seu potencial impacto no auxílio à prevenção de doenças transmitidas por mosquitos, como a malária, o Zika e o dengue.

É por isso que, dando continuidade à nossa liderança no auxílio à proteção de famílias contra doenças transmitidas por insetos, a SC Johnson juntou-se à Universidade de Norte Dame e ao Instituto Eijkman de Biologia Molecular, com financiamento da Bill & Melinda Gates Foundation para demonstrar que os repelentes espaciais podem ser uma ferramenta útil para ajudar a reduzir a transmissão de doenças transmitidas por insetos.

Investigadores testaram um repelente espacial inovador – desenvolvido pela SC Johnson exclusivamente para este estudo – numa comunidade em Sumba, Indonésia. A análise dos dados do estudo sobre o repelente espacial, que incluiu um aglomerado de aldeias com zero transmissões base de malária, mostrou uma redução de aproximadamente 28% em primeiras infeções, enquanto que um subconjunto com os números mais elevados de mosquitos testemunhou uma redução de aproximadamente 66% nas infeções de malária no geral.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) publicou os dados deste estudo no Relatório da décima reunião do Grupo Consultivo de Controlo Vetorial da OMS.

Há anos que trabalhamos na prevenção da malária. É encorajador ver que o relatório desta semana da OMS mostra que os repelentes espaciais podem ser uma ferramenta eficaz contra a doença.
Fisk Johnson, Presidente e Diretor-Geral da SC Johnson

Há anos que trabalhamos na prevenção da malária. É encorajador ver que o relatório desta semana da OMS mostra que os repelentes espaciais podem ser uma ferramenta eficaz contra a doença. Este resultado bem-sucedido abre a porta a mais estudos e esperamos que estes ajudem a obter uma recomendação de política da OMS. O nosso objetivo final é entrar nos canais de saúde pública e ajudar a salvar vidas.

Esta investigação e as suas conclusões podem ajudar a colmatar o fosso de proteção entre a vaporização residual e o uso de mosquiteiros nos locais do mundo onde a malária é mais prevalente. O estudo prova ainda que as parcerias são fundamentais para progredir na luta contra as doenças transmitidas por insetos em todo o mundo. 

Apesar de já ter havido progressos na redução das taxas de mortalidade de doenças transmitidas por insetos, em 2018 a OMS indicou que os casos de malária aumentaram significativamente em vários países, com muitas das comunidades mais vulneráveis incapazes de aceder a métodos de prevenção de forma regular. 

A OMS diz que quase metade da população mundial, ou 3,2 mil milhões de pessoas, correm risco de serem infetadas com malária. Em 2017, estima-se que tenha havido 219 milhões de casos de malária em todo o mundo – um aumento de 3 milhões de casos em relação a 2016.

O novo produto criado pela SC Johnson para o estudo sobre o repelente espacial foi concebido com os canais de saúde pública mundiais em mente. É fácil de usar e demora muito pouco tempo a montar. O produto é ativado quando é aberto, de forma muito parecida com um livro, e depois deve-se pendurar em casa. 

O produto emana, de forma passiva, o princípio ativo Transfluthrin, recorrendo ao fluxo de ar natural para proteger pessoas de mosquitos numa área específica.

O produto repelente espacial da SC Johnson pode ser pendurado em zonas semi-fechadas ou fechadas e oferece proteção contra os mosquitos durante até um mês.

“A prevenção é fundamental para milhares de milhões de pessoas em todo o mundo que estão em risco de contrair malária,” continuou Johnson. “Há uma grande equipa da SC Johnson dedicada a desenvolver soluções reais para este problema grave de saúde pública.” 

Há mais de duas décadas que a SC Johnson trabalha com as comunidades na base da sua pirâmide económica para ajudar a melhorar as condições de vida e ajudar a prevenir doenças provocadas por insetos. A nossa equipa exclusiva para a base da pirâmide (Base of the Pyramid ou BOP) já trabalhou e viveu em comunidades em risco por todo o mundo, onde educaram os residentes sobre estratégias de prevenção, incluindo:

  • Lançar uma parceria de vários anos com o Ministério de Saúde do Ruanda e com a Sociedade de Saúde Familiar do Ruanda para ajudar a abordar problemas de saúde pública como a malária e construir postos de saúde por todo o país. 
  • Formar uma parceria com a SC Johnson e o Center for Sustainable Global Enterprise em 2012 para lançar o clube piloto WOW™ no Gana que explora novas formas de ajudar as famílias a reduzir a transmissão da malária através de um modelo de negócio que leva os repelentes e inseticidas às famílias rurais. 

SaúdeA luta contra a picada de mosquito e outras pragas domésticas: Proteção, prevenção e educação

SaúdeA SC Johnson apoia as famílias no Ruanda com melhores acessos a cuidados de saúde e a prevenção de doenças transmitidas por mosquitos

SaúdeSC Johnson to Support Development of 40 New Health Posts in Rural Rwanda

Educação sobre mosquitosDedicação da SC Johnson em proteger as famílias é reconhecida pela EcoHealth Alliance

FilantropiaSC Johnson anuncia a doação de $15 milhões para iniciativas que ajudam a proteger famílias ao redor do mundo de doenças transmitidas por mosquitos como o vírus Zika

Doença transmitida por insetos

Seguinte

Seguinte

Seguinte